Home
Natal
Redinha

Redinha

Natal

A praia da Redinha, situada no outro lado do rio Potengi, já foi local de veraneio de classe média natalense. Hoje, ela está um pouco esquecida e é apenas passagem para as outras praias do litoral Norte, como Genipabu.

A travessia do rio Potengi atualmente é feita de balsa, mas o governo do Estado está concluindo a Ponte da Redinha, numa extensão de 1,5 km, que vai facilitar o acesso ao Litoral Norte. A previsão da conclusão da ponte é para o final de 2006.

A Redinha é uma praia de pescadores e o programa mais tradicional e legal é ir até lá comer ginga com tapioca no velho mercado público ou nas barracas de sua orla. A ginga é um pequeno peixe frito no óleo de dendê ou mesmo óleo comum. Depois de bem fritinha, a ginga é servida num espetinho, acompanhada de tapioca, uma iguaria regional feita à base de goma de mandioca e coco.
Outra boa pedida é pedir peixe inteiro, que vem acompanhado com macaxeira ou batata frita e uma salada de tomate.

Um detalhe: a praia é bem popular e nos finais de semana fica lotada. Para quem não gosta de muvuca, uma boa pedida é conhecê-la durante a semana, quando ela fica quase deserta.

Ainda na Redinha, o Aquário Natal é uma das atrações, com cerca de 60 espécies de animais como tubarão, moréias, peixes de corais, além de um tanque para toque em tubarões lixa.

O aquário fica na avenida Litorânea, 1091, Redinha Nova, após passar a Redinha Nova. O acesso é pela Ponte Forte-Redinha, pegando à direita numa rotatória  e depois à esquerda até pegar a avenida Litorânea e seguir 2 km.


Atrações

Tanque de toque em tubarões e cerca de 60 espécies marinhas, entre elas, pinguins.

Diariamente das 8h às 17 horas.

R$ 30,00 (adultos em dinheiro)

R$ 15,00 (crianças de três a 11 anos, esdutantes e melhor idade).

R$ 33,00 (adultos no cartão de crédito)

R$ 16,50 (crianças de três a 11 anos, esdutantes e melhor idade no cartão)









Publicidade

Publicidade